Se eu fosse trans?
@ moniquelive | Wednesday, Nov 14, 2018 | 2 minute read | Update at Wednesday, Nov 14, 2018

Poderia ter passado a maior parte da minha vida me escondendo de mim…

Poderia ter passado uma parte maior da minha vida me escondendo de você…

Poderia ter passado boa parte da minha vida procurando alguém a quem recorrer…

Poderia ter vivido uma vida que não era a minha, tentando atender às expectativas que eu imaginava serem suas…

Poderia ter machucado pessoas queridíssimas para mim, tentando ser algo que eu não era e sem saber o que eu era…

Se eu fosse trans seria muito difícil explicar para você, com palavras…

Que eu não “acordei um dia e resolvi virar menina” mas que eu sempre fui…

Que nem eu, nem ninguém “vira” alguma coisa. Isso não é uma doença contagiosa, nem algo que se aprende…

Que nossa relação não muda em nada, apenas a forma que você irá me tratar a partir de agora…

Que você não “tem que” nada, estamos todos aprendendo, começando por mim…

Se eu fosse trans e tivesse levado mais de 4 décadas de vida para expor isso para meus amigos e conhecidos, eu procuraria ter o preparo para perder algumas amizades e o afastamento de algumas pessoas…

Então se minha identidade de gênero é mais importante para você do que nossa amizade, quer dizer que nossa amizade nunca foi lá essas coisas mesmo…

Pois é, eu sou uma mulher transgênero e estou me sentindo bem para expor para o mundo…

E adoraria conversar com todos que quisessem saber mais a respeito, respeitosamente.

E nunca fui tão feliz quanto agora….

A Cara da Felicidade

licençaCopyright © 2018-2021 Monique Oliveira some rights reserved

XP

Onde trabalhei

Foi uma dança de cadeira grande, as vezes voltando pra “mesma” empresa que mudava de nome frequentemente 😂

Antes de empreender

  • Em 1996 trabalhei no site do jornal O Globo, antes de globo.com existir…
  • Estagiei por 1 ano no Tecgraf, departamento da PUC-Rio
  • Trabalhei por 1(?) ano na Ciphersec, que ainda não se chamava assim - meu primeiro contato com a incubadora da PUC

Pós picada do mosquito do empreendedorismo

  • Em 1999 co-fundei a Waptotal, que em seguida mudou pra nTime, na incubadora da PUC
  • Em 2006 fui passar um tempo na Microsoft, em Redmond, WA
  • Em 2008 voltei pra nTime, que agora havia se juntado com a Compera, Yavox e Cyclelogic. Em seguida mudou o nome pra Movile

Pós Movile

  • Em 2011 saí pra co-fundar a aceleradora 21212
  • Em 2015 tirei um tempo sabático
  • Em 2017 co-fundei a CyberLabs

Me

Uma ser humana em busca de si mesma.

Olá, eu sou a Monique Oliveira, também conhecida como moniquelive ou simplesmente cyber e este aqui é o meu Blog Pessoal, aonde escrevo histórias pessoais (as vezes pessoais demais, fica o aviso 😉).

Em 2018, iniciei o meu processo de transição e, ao mesmo tempo, este blog aqui, para registrar essa jornada cheia de incertezas que se iniciava naquele momento.