Um papo mais leve...
@ moniquelive | Wednesday, Dec 5, 2018 | 2 minute read | Update at Wednesday, Dec 5, 2018

Como o próximo texto do assunto “transição” vai ser bastante emocional, essa semana vou falar de um assunto mais leve, que é uma situação trivial para meninas cis (cis = oposto de trans), mas que algumas meninas trans enfrentam no seu dia-a-dia 🙋🏻‍♀️

Pois é… Estou falando deles, os calçados… 😊

Algumas meninas trans têm a sorte de calçarem na faixa dos 30 e pouco. Eu não sou uma delas… Estou na faixa dos 40 e pouco! 🙄

Algumas marcas hoje em dia até chegam a numeração 40, as vezes 41… Mas nem assim a pessoa aqui tem vez 🙆🏻‍♀️

Comecei procurando pelas marcas tradicionais mais conhecidas de “calçados de numeração especial”. Porém normalmente possuem coleções horrorosas… Parece que o público alvo é da quarta idade pra cima…

Mas tudo bem, a internet é vasta e estamos em 2018… Consegui achar alguns sites com calçados mais pra minha faixa etária (sapatilhas, sandálias, escarpins…).

Outro sapatinho lindo

Odete Lis - é o meu preferido! Super variado, com coleções sazonais, o mais próximo de um “site normal” de calçados, com tênis e Havaianas fofas;

Sapato Show - um dos primeiros que encontrei. Tem ótima variedade também;

Domínio da Moda - não varia tanto. Tem que passar mais tempo buscando algo bonito;

Victor Vicenzza - super glamurosas, tem uma drag famosa que só usa eles. Mas já estiveram em polêmicas políticas…

Outros que sigo, mas ainda não comprei:

Uma tarefa simples, como ir na esquina comprar uma sapatilha para complementar um look, para mim, tem que ser planejada com quase um mês de antecedência.

Mas eu até gosto, sabe… Se eu calçasse na faixa dos 30 e pouco tenho certeza absoluta de que não seria possível ver o chão do meu apartamento de tanta caixa de sapato 😂 Acabo adotando uma postura mais minimalista 😊 Prefiro ❤️

= M =

atualizado em Janeiro de 2022: sites que sigo mas ainda não comprei

licençaCopyright © 2018-2021 Monique Oliveira some rights reserved

XP

Onde trabalhei

Foi uma dança de cadeira grande, as vezes voltando pra “mesma” empresa que mudava de nome frequentemente 😂

Antes de empreender

  • Em 1996 trabalhei no site do jornal O Globo, antes de globo.com existir…
  • Estagiei por 1 ano no Tecgraf, departamento da PUC-Rio
  • Trabalhei por 1(?) ano na Ciphersec, que ainda não se chamava assim - meu primeiro contato com a incubadora da PUC

Pós picada do mosquito do empreendedorismo

  • Em 1999 co-fundei a Waptotal, que em seguida mudou pra nTime, na incubadora da PUC
  • Em 2006 fui passar um tempo na Microsoft, em Redmond, WA
  • Em 2008 voltei pra nTime, que agora havia se juntado com a Compera, Yavox e Cyclelogic. Em seguida mudou o nome pra Movile

Pós Movile

  • Em 2011 saí pra co-fundar a aceleradora 21212
  • Em 2015 tirei um tempo sabático
  • Em 2017 co-fundei a CyberLabs

Me

Uma ser humana em busca de si mesma.

Olá, eu sou a Monique Oliveira, também conhecida como moniquelive ou simplesmente cyber e este aqui é o meu Blog Pessoal, aonde escrevo histórias pessoais (as vezes pessoais demais, fica o aviso 😉).

Em 2018, iniciei o meu processo de transição e, ao mesmo tempo, este blog aqui, para registrar essa jornada cheia de incertezas que se iniciava naquele momento.